Quem gosta da escola e quem se esforça nos estudos?

formatura da TaináUma pesquisa qualitativa entre os pais de crianças e jovens entre 6 e 17 anos, nos Estados Unidos pode ser resumida assim:

  • 68 ± 4 % gostam da escola.
  • 65 ± 4 % se esforçam nos estudos.

As oscilações de 4% se devem a gênero e raça dos filhos e estado civil e escolaridade dos pais. Confira a matéria no NYT. Em geral gosto de pesquisas deste tipo mesmo sendo cauteloso pois sempre há os que usam as estatísticas para mentir. Números nunca mentem mas, parafraseando um bordão popular, “números são números, nada mais do que números”.

A minha crítica a esta pesquisa é que ela revela apenas a percepção dos pais quanto ao ânimo e empenho dos filhos com a escola e os estudos. Eu, por exemplo, acho que a Tainá (foto) se esforçou bastante nos estudos. Mas a pesquisa é indicativa: a maioria daqueles pais acha que seus filhos gostam da escola e se esforçam nos estudos. Não sei se há pesquisa semelhante fora dos EUA. Os resultados no Brasil, receio, são muito diferentes.
Os números mais relevantes da pesquisa do Census Bureau americano, na minha opinião, é a quantidade dos filhos matriculados em disciplinas especiais avançadas. Não temos o equivalente nas nossas escolas de ensino básico, infelizmente. Estas disciplinas são optativas para os alunos das boas escolas americanas, a maioria pública. É um prêmio para bons alunos e apresenta conteúdos avançados principalmente de matemática e ciências.

  • 24 ± 7 % dos filhos entre 12 e 17 anos estão matriculados em disciplinas avançadas.

A oscilação de 7% é bem maior que as respostas acima e está mais correlacionada, de maneira crescente e com relevância estatística, à escolaridade dos pais. Ainda bem. Os pais que mais estudaram têm mais filhos em disciplinas avançadas.

Voltando à nossa realidade em que os alunos não gostam e até abandonam a escola. Seria produtivo ter uma pesquisa assim em cada escola. No início e no final do ano perguntar aos alunos: No ano passado ou neste ano,

  1. Você gostou da escola?
  2. Você se esforçou nos estudos?

E fazer pergunta semelhante aos pais e aos professores: Vocês acham que os seus alunos ou filhos,

  1. Gostaram da escola?
  2. Se esforçaram nos estudos?

O custo de implementar é baixo. É um trabalho de secretaria e coordenação. Por que não?

8 pensou em “Quem gosta da escola e quem se esforça nos estudos?

  1. samuel

    Olá,

    AlmerioCastro e Thomaz. O cometa está se afastando do Sol e da Terra. Pelos dois motivos cada dia vai ficar mais difícil de ver a olho nu. Não custa tentar observar.

    Luis Perdigão. Grato pelo link. Há várias fotos agora na internet. Vamos aproveitar a era www!

    Hernandi. Aguardo as suas fotos.

    Responder
  2. Thomaz

    Não teremos mais dias para tentar ver o cometa?? nem no dia 23? Hoje é dia 22, 05:50 da manhã vou tentar ver, e o cometa estará bem perto do Sol?? e dá para ver bem bem bem a olho nu?

    Uma mensagem de um desesperado querendo ver um cometa 😛

    Responder
  3. Luis Perdigao

    Salve o Dr. Oliveira,
    Tenho visto as belíssimas photos do McNaught no Hemisfério Norte no site http://www.spacew.com tenho admiração pelo site pois foi lá que publicaram uma das minhas photos de um dos mais belos fenômenos celestes: A Aurora Boreal. Tivemos a graça de vê-la em Fairbanks, Alaska em setembro de 2005. Moro no RJ e afortunadamente fazendo uma pequena caminhada posso observar o poente. Vou para lá no final da tarde ver se consigo ver o McNaught, o tempo por aqui não tem colaborado, muitas nuvens e chuva fina ocasional. Soube hoje que ele poderá ser observado no Hemisfério Sul. Asseguro-lhe que não cometerei o erro de deixá-lo passar, e espero que ele colabore conosco em mostre-nos toda a sua graça ao riscar o céu.
    Agradeço as dicas.

    Responder
  4. almeriocastro

    Caro Professor,

    Eu tive a oportunidade de observar o Hale-Bopp, em 1995, usando um Celestron C-90(tive que vendê-lo…). Gostaria de saber se a “janela” do Mc Naught encerra-se no dia 22 de Janeiro, ou vai se estender por mais tempo.

    Responder
  5. samuel

    Oi Ricardo.

    Eu acho que este Cometa tem órbita parabólica ou um período maior que uns 700 anos, digamos. A trajetória dele está quase definida. Não vi anunciado. Imagino que mais alguns dias de medida e haverá pontos suficiente para definir sua órbita. A órbita deste Cometa é bem fora do plano preferencial. Pouquíssimas chances de colisão.
    O Sudeste do Brasil está com muitas chuvas e núvens esta semana. Vamos ver se alguém consegue ver.

    Responder
  6. Ricardo Diaz

    Olá Prof.º Dr.º Samuel

    Muitíssimo obrigado pela dica. O que me surpreendeu é que um cometa com uma magnitude tão baixa (mesmo com a variação que dá na posição dele referente ao Sol) só foi descoberto agora em 2006. Será que a ciência já tem a trajetória dele com certeza?
    Porque podemos considerar a hipótese dele colidir com algum outro planeta ou mesmo no Sol. Se ele não evaporar como está escrito no texto.

    Não estou muito animado, já que está chovendo todos os dias ou sempre está com nuvens.

    Responder

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.