Regulamentação do Artigo 6º
Orientação para a avaliação de relatórios de atividades Docentes em RDIDP

O documento "Orientação para a avaliação de relatórios de atividades e reclassificações por mérito do IMECC" foi aprovado pela Congregação do IMECC em maio de 1992 e pelo Conselho Universitário da UNICAMP em maio de 1993. Seu artigo 6º estabelece: "Para ter seu relatório trienal aprovado na Unidade o professor deve ter tido um desempenho satisfatório em suas atividades nos termos do item 2. A avaliação do professor levará em conta suas atividades sob um ponto de vista global. Assim, tarefas de administração e representação também serão consideradas para efeito de análise do relatório".

O presente documento objetiva colocar em termos quantitativos o nível de atividades que pode e deve ser considerado satisfatório de acordo com o artigo acima citado, para que os relatórios trienais de professores no regime RDIDP (dedicação exclusiva) sejam aprovados.

Considera-se que o ensino de graduação, de pós graduação e de extensão, a pesquisa, a orientação de alunos, as atividades administrativas e outras atividades próprias de um docente são essenciais e importantes para o funcionamento de um Departamento. Há que se reconhecer também a variabilidade das pessoas com respeito a suas vocações e motivações para realizar as diferentes tarefas. Cabe ao Departamento gerenciar o potencial disponível através de estímulo e apoio para que as tarefas sejam realizadas da melhor forma possível.

Critérios Básicos

As médias consideradas neste parágrafo são trienais.

  1. A carga didática média para o conjunto dos docentes contratados em RDIDP, a exceção do Diretor, do Diretor Associado do IMECC. Reitor ou Pró-Reitor da UNICAMP, é de 6 horas semanais e a mínima média para cada um docente é de 4 horas semanais, independentemente de outras atividades desempenhadas. Possíveis exceções deverão ser submetidas pelos Departamentos ao Conselho Interdepartamental (CI) que deliberará caso a caso.

  2.  
  3. A pontuação total no Relatório do docente servirá de balizamento para a sua análise. Considera-se que um total de 15 pontos dentre as atividades descritas abaixo seja satisfatório.

  4.  
  5. O docente que optar por aumentar suas atividades didáticas além de oito horas semanais em média deve submeter Projeto Especial de Ensino ao seu Departamento para aprovação. Parecer final sobre o projeto aprovado deve acompanhar seu relatório.
ATIVIDADES E PONTUAÇÕES
  1. ATIVIDADE DOCENTE

  2.  
    1. Disciplina regular ministrada na graduação diurno

    2. 0.25 pontos/hora semanal/semestre
       
    3. Disciplina regular ministrada na graduação noturno

    4. 0.375 pontos/hora semanal/semestre
       
    5. Disciplina regular ministrada na pós-graduação de 3 ou 4 créditos

    6. 1 ponto
       
    7. Disciplina de extensão, aprovada pelo Departamento

    8. 0.25 pontos/hora semanal/semestre
       
    9. Disciplina ministrada fora da UNICAMP, aprovada pelo Departamento
              0.25 pontos/hora semestral/semestre
     
     
  3. ATIVIDADE DE ORIENTAÇÃO

  4.  
    1. Orientação de aluno em Estudo Dirigido de graduação com projeto e relatório final aprovado pela Comissão de Iniciação Científica do IMECC

    2. 0.2 pontos/aluno/semestre
       
    3. Orientação de aluno em Iniciação Científica com relatório final aprovado por órgão de fomento à pesquisa

    4. 0.3 pontos/aluno/semestre
       
    5. Orientação de aluno em Estágio com relatório final aprovado

    6. 0.2 pontos/aluno/semestre até 3 pontos por relatório
       
    7. Orientação de aluno em Estudo Dirigido de Pós-Graduação

    8. 0.2 pontos/aluno/semestre
       
    9. Orientação de uma dissertação ou tese de Mestrado depois de defendida

    10. 2 pontos
       
    11. Orientação de uma tese de Doutorado, depois de defendida (os pontos relativos a essa tarefa podem ser divididos em sucessivos relatórios, metade após a aprovação do exame de qualificação e o restante na defesa da tese)

    12. 4 pontos
       
    13. Co-orientação documentada de uma dissertação de Mestrado, depois de defendida (em caso de co-orientação considera-se o orientador formal também como co-orientador para efeito de pontuação)

    14. 1 ponto
       
    15. Co-orientação documentada de uma tese de doutorado, depois de defendida (em caso de co-orientação vale o mesmo princípio do item 2.4)

    16. 2 pontos
       
    17. Coordenação de Apoio Didático

    18. 0.5 pontos por semestre
       
    19. Coordenação de Disciplina

    20. 0.2 pontos por semestre
       
    21. Orientação de Assistente de Ensino ou PECD (Programa Especial de Capacitação Docente)
              0.3 pontos por assistente/semestre
     
     
  5. PUBLICAÇÕES

  6.  
    1. Publicação de um artigo em revista especializada de circulação internacional ou em livro com copyright, depois de publicado ou aceito

    2. 3 pontos
       
    3. Publicação de um artigo em revista especializada de circulação nacional, depois de publicado ou aceito

    4. 1.5 pontos
       
    5. Publicação de um artigo em revista de divulgação científica, depois de publicado ou aceito

    6. 1.5 pontos
       
    7. Publicação de um Relatório Técnico, ou Relatório de Pesquisa (apenas em uma Instituição, ou seja, se o mesmo RT aparece em diversas Universidades, vale apenas uma)

    8. 0.5 pontos
       
    9. Tradução publicada de livro científico, com projeto previamente aprovado pelo Departamento, até

    10. 3 pontos
       
    11. Publicação de livro relacionado com área de ensino ou pesquisa do IMECC

    12. 5 pontos
       
    13. Edição de livro com copyright

    14. até 2 pontos
       
    15. Publicação de resenha ou comentário de livro em revista científica
              0.1 pontos
    1. Publicação de um capítulo de livro com copyright, depois de publicado ou aceito

    2. 3 pontos
       
       
    3. Publicação de artigo completo em anais de congresso nacional ou internacional com árbitro/copyright, depois de publicado ou aceito

    4. 1.5 pontos
       
    5. Publicação de artigo em anais de congresso sem árbitro/copyright, depois de publicado ou aceito

    6. 0.5 pontos
       
    7. Publicação de resumo em anais de congresso
              0.1pontos
    1. Monografia ou livro correspondente a minicurso ministrado em reuniões científicas apoiadas por Sociedades Científicas
              Até 3 pontos
Obs. Pontos por publicações não serão computados cumulativamente. Por exemplo, se um relatório técnico for publicado em revista científica serão descontados os pontos relativos ao RT.   4. PARTICIPAÇÃO EM BANCAS

Participação em bancas de defesa de tese de Doutorado, Mestrado, Livre-Docência ou bancas de concurso:
Mestrado 0.1 ponto, restante 0.2 pontos.

Observação: O máximo da pontuação atribuída no item quatro é de 1.5 ponto por relatório trienal.
 

5. PARTICIPAÇÕES EM REUNIÕES CIENTÍFICAS

    1. Participação em congresso científico com apresentação de trabalho
              0.2 pontos
     
    1. Participação em congresso científico sem apresentação de trabalho
              0.1 pontos
     
    1. Palestra ou conferência como convidado em congresso científico

    2. 0.5 pontos
       
    3. Palestra ou conferência como convidado em Instituição técnica ou científica
              0.1 pontos
Obs.: O máximo da pontuação no item cinco é de 2.0 pontos por relatório trienal.
 

6. CONSULTORIAS

Consultoria a dissertações ou teses, pesquisa ou projetos através dos Laboratórios ou Departamentos com registro e relatório:

Pontuar de acordo com o trabalho envolvido, avaliado pelo Departamento: até de 1 ponto por assessoria e máximo de 3 pontos por relatório.

7. PRODUÇÃO TÉCNICA

    1. Programa de computador oficialmente incorporado a programateca internacional

    2. 3 pontos
       
       
    3. Programa de computador oficialmente incorporado a programateca nacional

    4. 1.5 pontos
       
       
    5. Patente conseguida no Brasil ou no exterior

    6. 1 ponto
       
       
    7. Argumento e supervisão de filme ou vídeo científico com qualidade atestada por instituição reconhecida pela Congregação do IMECC

    8. Até 3 pontos por filme padrão documentário (27 minutos de duração) ou pontuação proporcional.
       
       
    9. Participação em filme ou vídeo como no item 7.4

    10. Até 1 ponto, ou proporcional
8. ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS
    1. Diretor do IMECC, Reitor ou Pró-Reitor da UNICAMP

    2. 5 pontos/ano
       
       
    3. Diretor Associado do IMECC

    4. 4 pontos/ano
       
       
    5. Chefe de Departamento

    6. 2 pontos/ano
       
       
    7. Coordenador de Curso de Graduação ou Coordenador de Ensino do IMECC

    8. 2.5 pontos/ano
       
       
    9. Coordenador Associado de Graduação

    10. 1.5 pontos/ano
       
       
    11. Coordenador da CPG do IMECC

    12. 2 pontos/ano
       
       
    13. Coordenador de Sub-CPG

    14. 2.5 pontos por ano
       
       
    15. Coordenador da Comissão de Biblioteca

    16. 2 pontos/ano
       
       
    17. Coordenador de Laboratório Departamental ou Laboratório de ensino

    18. 1 ponto/ano
       
    19. Presidência de comissão organizadora de congresso com apoio institucional

    20. 1 ponto
       
       
    21. Membro de comissão organizadora local de congresso com apoio institucional

    22. 0.4 pontos
       
       
    23. Presidência de comissão organizadora de reunião científica com apoio institucional e hierarquia menor que congresso

    24. 0.3 pontos
       
       
    25. Membro de comissão organizadora de reunião científica com apoio institucional e hierarquia menor que congresso

    26. 0.1 ponto
       
       
    27. Membro de comissão de biblioteca do Instituto, durante um ano

    28. 0.3 pontos
       
       
    29. Membro de comissão (permanente) a nível de Departamento, durante um ano (desde que não seja atribuição imediata do cargo ocupado)
              0.1 pontos
    1. Membro de comissão (permanente) a nível de Instituto ou Universidade (exceto comissão de biblioteca), durante um ano (desde que não seja atribuição imediata do cargo ocupado)

    2. 0.2 pontos
       
       
    3. Representante da UNICAMP, do IMECC ou da comunidade acadêmica em órgãos externos como FAPESP, CNPq, CAPES, Sociedades Científicas, Ministérios, durante um ano

    4. 0.2 pontos
       
       
    5. Membro da Congregação do IMECC ou de Conselho Departamental como representante docente, durante um ano

    6. 0.2 pontos
       
       
    7. Membro do Conselho Universitário da UNICAMP, durante um ano

    8. 0.5 pontos
       
       
    9. Coordenador da Comissão de Informática do Instituto

    10. 2.5 pontos/ano
       
       
    11. Coordenador de Extensão do IMECC
               2.0 pontos/ano (com nova avaliação em 19/06/1996)
9. AFASTAMENTOS
    1. Seis meses de afastamentos por enfermidade ou em uso de licença prêmio ou licença maternidade

    2. 2.5 pontos
       
    3. Seis meses de afastamento em uso de licença especial sabática ou afastamento remunerado concedido pelo departamento e órgãos competentes.

    4. 1 ponto (1.5 pontos no caso do primeiro afastamento de recém doutores para pós-doutoramento)
    1. Afastamento concedido legalmente pelo departamento e/ou órgãos competentes para exercer outras funções
              2.5 pontos por semestre ou parte
10. OUTRAS ATIVIDADES

Atividades não contempladas nesta lista: número de pontos variável, a ser determinado pelos sucessivos entes julgadores em cada caso.

CONSIDERAÇÕES ADICIONAIS

  1. A pontuação deve ser dinâmica no tempo a ser utilizada para priorizar atividades que num determinado momento o IMECC (ou o departamento) considere importantes.

  2.  
  3. É responsabilidade dos coordenadores de Graduação e de Pós-Graduação e dos chefes de Departamento acompanharem a alocação da carga didática de tal forma a evitar que sejam preenchidas as obrigações acadêmicas dos docentes apenas com atividades de ensino. Essa situação deve ser exceção e não regra.

  4.  
  5. Os docentes, em conjunto com a administração acadêmica dos departamentos e do Instituto, levando em conta as necessidades do IMECC, devem planejar e implementar os projetos acadêmicos a nível individual, de departamento e a nível do IMECC como um todo.

  6.  
  7. Toda informação relevante deve ser registrada no SIPEX.
CONTABILIZAÇÃO DOS PONTOS

Na elaboração do seu relatório, o docente fará seu próprio cálculo, cujo resultado deverá ser lançado no espaço do relatório dedicado à auto-avaliação. Este cálculo será revisado e, eventualmente, corrigido, posteriormente, pelo Departamento, pela Comissão de Avaliação Acadêmica e, finalmente, pela Congregação do IMECC, a quem caberá, em definitivo, a aprovação ou reprovação do relatório.

A pontuação dos relatórios será feita a nível de Departamento por uma comissão composta pelo Chefe e os Coordenadores de Graduação e Pós do mesmo. Além dos últimos dois relatórios trienais de cada docente, a comissão levará em conta o parecer de um relator ad hoc designado pelo Conselho ou Assembléia do Departamento.

DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS

Se assim o desejar, um professor sem doutorado terá seu relatório analisado apenas considerando suas obrigações didáticas, e os avanços no seu programa de pós-graduação avalizados pelo orientador. No entanto, esse professor também poderá optar por ser julgado de acordo com o sistema de pontuação dado neste documento. Se o professor terminou o seu doutorado num determinado período, então terá suas atividades avaliadas de acordo com esse documento a partir do instante em que tiver defendido a tese.

Outras atividades não contidas nos itens listados acima, bem como situações não previstas nesse documento serão analisadas pelo Conselho Interdepartamental ouvido o Departamento e submetidas à Congregação para deliberação.

Cada relatório deve compreender um número integral de semestres. Para tanto devem ser determinados os semestres do início e do término dos relatórios trienais de cada docente, não havendo interseções entre dois relatórios.
 
 

Esse texto será revisto no máximo dentro de três anos após o início de sua vigência.
A presente regulamentação começa a vigorar no início do segundo semestre de 1994.
IMECC, 30/11/95.